assini-rifferama

Assini avança com o seu indie pop no segundo EP “Genesis”

Apoie o Rifferama no Catarse


Nascido em 1996, em Brusque, o cantor e compositor Assini cresceu em Botuverá ouvindo música pop e sempre sonhou em seguir uma carreira musical. As primeiras composições começaram a tomar forma aos 13 anos. Neste mês, o artista catarinense lançou o seu segundo EP, “Genesis”, e o clipe do single “I’ll Take My Freedom”. O conceito do trabalho, produzido por Lucas Bruns, do estúdio Peery Records, é liberdade. “Ser livre para ser quem sou e escrever sobre o que quero e acredito”, afirma Assini.

“Genesis” segue apostando numa música dançante, a exemplo do EP “Tragic but Magic”, que saiu em 2018, mas avança na questão da sonoridade. As cinco faixas trazem batidas eletrônicas, uma forte presença do piano e letras reflexivas, como “Beasts Inside of Me”, que fala sobre “os demônios que temos em nosso interior” e tem a parceria da cantora Lizia. A canção, inclusive, recria uma cena do filme “O exorcista” (1973), com as falas do padre Merrin.

Ativista dos direitos LGBTQ+, Assini convive diariamente com o preconceito – Botuverá, município do Vale do Itajaí, tem cerca de cinco mil habitantes. O compositor encontrou na música uma forma de resistir. “Não deixe ninguém te aprisionar. Seja orgulhoso de quem você nasceu para ser. Meu sonho é fazer música para o resto da vida. (Foi) a forma de encontrar um caminho para mim mesmo e seguir ele”, comenta.

Foto: Teo Gums

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *