Bar BECO - Geraldo Borges Costa - Marco Santiago-13

BECO, a casa da música autoral no Continente

O BECO, novo espaço para a música autoral no Continente (Kobrasol, São José), é mais uma empreitada do produtor cultural Geraldo Borges. Ao lado dos sócios Luiz Kammers e Caio Jory, o presidente d’o Clube espera oferecer uma experiência diferenciada aos clientes, aliando gastronomia, bons drinks e muita gente talentosa no palco. Nesta sexta-feira (3) acontece o primeiro show real oficial, com a Blame. No repertório, composições próprias e clássicos do grunge.

A vontade de fazer acontecer fez surgir o bar. Antes mesmo de ser inaugurado oficialmente, Geraldo reuniu músicos da região para apresentar a casa e discutir formas de fortalecer o cenário independente. Como todo negócio, o objetivo, ainda mais no começo, é equacionar as contas e ser rentável. Mesmo assim, o BECO não abre mão de atender os artistas.

A agenda de novembro está tomando forma e traz atrações para todos os gostos. Neste sábado (4), o Rédea Solta apresenta uma prévia do segundo álbum, o recém-lançado “Efrata”. E ainda tem reggae, blues, música brasileira e muito mais. Em contato com o Rifferama, Geraldo Borges falou sobre os planos para o BECO e a música autoral.

– O BECO é mais um espaço para atender a região, colocando o autoral num espaço de gala, que é o sábado, dia nobre. Não quero que a ideia seja engessada, tudo será flexível. A tendência é sempre olhar primeiro para o que a cidade produz. Na frente do palco não haverá bancos ou cadeiras, quero as pessoas curtindo a música. Pensei primeiramente no palco, em trazer o mínimo de conforto para as bandas dentro do que posso no meu espaço, e depois fomos para o resto das coisas.

Agenda 

3 – Blame
4 – Rédea Solta
11 – Carinae e Rinoceronte Negro
14 – Wadada
16 – BrainStorm Experience
18 – Meliza e Piero + Julia Sicone

Foto: Marco Santiago

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *