catracalivre-rifferama

Catraca Livre: Harmoníaco, Arco Elétrico e Outros Bárbaros

Nesta Sexta-feira Santa (19), a Célula Showcase traz o sagrado rock and roll para o palco da Catraca Livre, festa com três bandas autorais e entrada gratuita. Participam dessa terceira edição do evento em 2019 os grupos Harmoníaco, que lança o EP “Substância”, Arco Elétrico, de Brusque, e Outros Bárbaros, que apresenta a sua nova formação. Após a 0h30, será cobrado R$ 15 pelo ingresso.

O EP de estreia da Harmoníaco foi gravado ao vivo no ValveState e mixado e masterizado por Diogo Poppi em Maringá (PR) – o processo foi acompanhado “de perto” pelo quarteto formado por Léo Vieira (voz e guitarra), Thiago Born (guitarra), Luiz Henrique Teixeira (baixo) e Guilherme Casarotto (bateria). Em contato com o Rifferama, o vocalista Léo Vieira exaltou a parceria entre os integrantes e o resultado obtido em estúdio.

— Gravamos as bases ao vivo, cada um numa sala. Gosto muito de trabalhar no ValveState, tem uma captação muito foda. Eu gravei em uma sala, o baixista na técnica, o batera na sala grande e o Animal (Born) em outra. Fizemos dois ou três takes de cada música, chegamos ensaiadaços, gravei em overdub as vozes, os coros, a voz principal e coloquei umas guitas extras depois e mandamos para o Diogo Poppi. Fizemos um lance bem interessante, de mixar a distância, ele mexendo lá e a gente ouvindo aqui. Chegamos a um resultado mais orgânico, tentando manter essa sensação do rock dos anos 70. A Harmoníaco é o meu transbordo e estamos aprendendo muito juntos.


A Arco Elétrico, de Brusque, reúne músicos com estrada no rock catarinense, como o vocalista Gui Ouriques (ex-Eletrolíticos) e o guitarrista Moacir Visconti (ex-Etílicos e Sedentos), que também tem um trabalho solo instrumental. No ano passado, a banda lançou o seu primeiro disco, homônimo, projeto contemplado pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura da cidade.


Os Outros Bárbaros tiveram um ano e tanto em 2018. Foram alguns bons shows, um ótimo álbum e o clipe do single “O que eles querem?”, um hino instantâneo para a música de Santa Catarina. Recentemente, o grupo passou por uma mudança na formação (entraram o tecladista Diego Stecalena e o baterista Douglas Godoy), que estreia neste feriado na Célula.

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *