disastercities-rifferama

Disaster Cities libera segunda prévia do álbum Erasing Karma

Apoie o Rifferama no Catarse


Desde o lançamento do primeiro álbum, “Lowa”, em 2018, a Disaster Cities vem chamando a atenção no cenário independente nacional. Com bons números nas plataformas digitais, a banda de Chapecó baseada em São Paulo (SP) vem preparando o terreno antes de “Erasing Karma” vir ao mundo. O novo trabalho, que deve sair no começo de 2021, tem até o momento dois singles/clipes: “The Best Way You Used to Know”, que saiu em 2019, e “Automatic”, lançado nesta segunda-feira (28).

O vídeo de “Automatic”, dirigido e editado por Bruno Carneiro e pelo vocalista e guitarrista Matheus Andrighi, apresenta a nova configuração do grupo, agora um quinteto, com o produtor Júlio Miotto assumindo o baixo e Rafael Panegalli apenas nos vocais — a Disaster Cities ainda conta com Vinicius Cripa (teclados) e Daniel Araújo Brito (bateria). A faixa, que tem arranjo de teclado feito por Cris Botarelli, do Far From Alaska, vocifera sobre a crise política e social em que estamos vivendo.

É incrível pensar nas coisas que a banda conquistou em apenas três anos. Shows pelo Brasil, mais de três milhões de plays no Spotify, gravações no Estúdio Showlivre, DoSol Sessions e destaque em listas especializadas entre os melhores lançamentos do gênero. Enquanto “Erasing Karma” não vem, a Disaster Cities “aproveita” a quarentena para trabalhar em EPs com versões de músicas dos dois álbuns em formato intimista. A primeira parte de “An Onde to Isolation and Confusion” saiu em agosto.

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *