sarava-rifferama

Festival Saravá na programação oficial da SIM São Paulo 2019

Com cinco edições realizadas em três anos (a última aconteceu em novembro, saiba mais), o Festival Saravá está firmando o seu nome no cenário da música independente brasileira. Prova disso é o evento que acontece nesta sexta-feira (6) no FFFront. O showcase com Muñoz, La Leuca, Tagore (PE) e Crime Caqui (SP) faz parte da programação oficial da SIM São Paulo, a maior feira do segmento no país, que acontece entre 4 e 8 de dezembro em mais de 40 palcos.

No ano passado, o produtor Adriano Saito, da Saravá Cultural, participou da feira e fez diversos contatos. Os planos para 2020 são ambiciosos – o festival pode se tornar itinerante, com edições em mais cidades de Santa Catarina além de Florianópolis e até mesmo outros estados. Com duas atrações catarinenses no cast, o objetivo da produtora é mostrar o nível da produção local e também fortalecer a presença das mulheres na música – La Leuca e Crime Caqui são duas bandas formadas exclusivamente por mulheres.

— Ter esse contato pessoal é fundamental, olhar no olho, interagir com a cena musical independente. Neste ano tivemos a nossa maior edição, maior público, atrações maiores, estava na hora de mostrar isso para fora de Santa Catarina. A SIM traz uma visibilidade em nível nacional, estamos tendo conversas com outros produtores, as pessoas estão se identificando com o festival e estamos felizes em mostrar o Saravá em uma feira como a SIM São Paulo. A intenção é fazer esse modelo em todas as edições, apresentar as bandas do estado.

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *