nowzias-rifferama

Nowzias flerta com diversos estilos do rap em novo álbum*

*por Marcos Dingee (Ogaia)

Conheci o Nowzias em 2012 em um festival de rap em Floripa. Eu estava no estacionamento e veio até mim um cara todo tatuado vestido com uma flanela xadrez extra GG. Começamos a conversar sobre rap e ele disse que era de Santa Catarina, mas de outra cidade. Dizia que estava vendendo seu CD e, para cada um que comprasse, ele fazia uma rima de freestyle. Não escondi a admiração pela atitude de não temer: ir até um grupo de pessoas desconhecidas e mostrar a que veio. Lembrei das rodas que participei e assim captei a real essência dessa atitude. E assim foi, de grupo em grupo, divulgando sua imagem como artista e sua obra.

O tempo passou, a tecnologia avançou, e hoje o conheço apenas pelas redes sociais, mas sei que ele vem se destacando na cena devido a sua autenticidade. O novo álbum, “Sonhadores não vivem mentiras”, mostra bem esse lado autêntico do rapper, já que como o próprio Nowzias diz, esse trabalho marca uma fase de amadurecimento. O disco foi gravado, mixado e masterizado por PedroHit no estúdio Tra$h Life, em Balneário Camboriú, e conta com participações de Mr. Ronaldz e Shaw (Cachorro Magro), ex-integrante do icônico grupo Quinto Andar.

Com letras objetivas e um flow único, Nowzias abre o álbum com “Quebrando regras”, que já mostra a que veio o disco e ressaltando essa fase mais madura. No geral, “Sonhadores não vivem mentiras” traz músicas dos mais variados estilos de rap, a raiz e influência do trap, do boom bap, e até mesmo outros gêneros, como o rock, por exemplo. Traz críticas sociais, como na faixa “Não reze por mim”, que se refere à atitude de muitos que usam a religião como meio de extorquir as pessoas. Também há músicas mais introspectivas, falando sobre os próprios sentimentos e pensamentos do MC, explorando uma veia mais poética.

Algumas tracks passam um toque meio “humorístico” para o álbum, mesmo em músicas com temas mais sérios, dando espaço para uma atitude de “rir por último”. Destaque para a faixa “Não tá fácil pra ninguém”. Ela tem um charme único e contém as melhores qualidades do Nowzias, e também para “Faz valer o agora”, da qual participa o rapper Shaw (Cachorro Magro), que vem com um beat trap sensacional, com um 808 bem marcante, e ambos desenvolvem muito bem em cima da batida, com um flow bem feito e uma letra pesada, com várias referências.

“Nunca fui bom com despedidas” é um “love rap” muito bom, com um beat suave, vocais melódicos e até mesmo uma batida de funk em alguns momentos durante a música. A faixa com o ambiente mais “triunfante” é “SNVM”, que inclusive é a sigla do nome do álbum, e também a mais longa, com quase quatro minutos. “Sonhadores não vivem mentiras” passeia entre músicas mais pesadas, recados diretos e tracks mais suaves, com letras positivas e alegres, “love rap’s”, ou mensagens de motivação e superação, como em “O segredo”.

Foto: Nicolle Andrews

*Marcos Dingee (Ogaia) é rapper e beatmaker de Florianópolis

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

Um comentário

  1. Nowzi arrebentaaaaa!!!

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *