Felipe Coelho se apresenta hoje no CIC.
Foto: Neusa Kuester.

O voo solo de Felipe Coelho

Desconhecido para a grande massa, Felipe Coelho tem um nome consolidado no cenário da música instrumental em todo o país. Inquieto, o violonista se envolve com diversos projetos a fim de mostrar a sua arte. Nessa quinta-feira, dia 8, escreve mais um brilhante capítulo da sua carreira no Teatro Ademir Rosa (CIC), onde será o solista da Orquestra Filarmonia Santa Catarina no concerto “Música Instrumental Brasileira”, que tem início às 21h. A entrada é gratuita.

O espetáculo, que terá a regência do maestro Gustavo Fontes e participações especiais do cantor Silvio Mansani e do pianista Luiz Gustavo Zago, é a realização de um sonho para Felipe Coelho, que fez mestrado em música na Georgia State University entre 2003 e 2005. Ao todo, o violonista apresenta oito músicas, quatro inéditas e outras quatro do disco Catavento, que ganhou o Prêmio Circuito Funarte de Música Popular em 2010.

– Desde que terminei o mestrado em música, há oito anos, tinha uma visão de tocar em um teatro bacana com uma orquestra de cordas. Essa visão perdurou por esses anos, durante os quais sempre mantive o hábito de compor e arranjar um trabalho autoral, até que o convite surgiu por parte da orquestra. Serão quatro músicas inéditas, incluindo um tango que estou ansioso para estrear, e fazem parte do próximo trabalho que vou lançar, “Todas as Direções”, para quinteto de cordas.

Acostumado ao improviso, Felipe Coelho terá de seguir a partitura. Todas as partes de violão do espetáculo estão escritas. Outro ponto diferente para o violonista será trabalhar sob a regência de um maestro, tendo que, dependendo da forma como a música foi colocada no papel, ir pela condução dele, uma experiência que não se tem tocando com um grupo, segundo o instrumentista.

Em setembro, ele acompanha a cantora Luciah Helena Gama em apresentação no CIC. No mês seguinte, o foco é a produção de um show de flamenco com convidados internacionais.  Além da captação de recursos para gravar o novo material em disco, Felipe Coelho também está programando uma turnê com o acordeonista Bruno Moritz. Nesse ano, esteve nos Estados Unidos para divulgar o projeto Musadiversa. Uma experiência inesquecível.

– Estava revisitando os lugares onde vivi há 10 anos, lugares bem distantes que achei que não fosse mais ver. Rolou uma emoção muito forte e também um lapso de perspectiva de onde estive e para onde estou indo, de tudo o que fiz e o caminho que tenho traçado. Eu lembrava do que pensava e de quem eu era naquelas épocas, do que eu buscava e, quando voltei, pude ver com mais clareza que estava indo no caminho certo, vindo aquilo o que eu queria viver quando iniciei o bacharelado. Foi uma coisa muito louca.

Foto: Neusa Kuester

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

4 Comentários

  1. Esse cara toca muito. Acompanhei o espetáculo no CIC e foi um show!

    Merecedor!

    Parabéns por conquistar seus sonhos Felipe!

  2. Incrível! O espetáculo foi impressionante.
    Felipe é um talento e a orquestra encantadora.
    Além da alegria de ver este show, tive a oportunidade de estar na companhia do melhor homem que já conheci. Por sorte minha, o homem do Rifferama.
    Beijo, querido!

  3. Esse tipo de artista me encanta. Não apenas pela música, mas por estudar, correr atrás dos sonhos. Viver de cultura no nosso país é muito difícil e o pouco acesso que temos é graças a pessoas como esse violonista.
    Nunca ouvi nada referente ao trabalho do Felipe, mas pela música que está aí, achei muito bom. Gostoso de ouvir e de técnica muito apurada.
    A orquestra que o acompanhará esta noite eu já ouvi e posso dizer que é muito boa. Deve ser um excelente espetáculo, pena que não poderei comparecer!

  4. Uma semana de Rifferama. Parabéns pra mim. :)

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *