Foto: Sobretons Fotografia

OClubeCast: Adeus, 2016 (Episódio 13)

Foto: Sobretons Fotografia

2016 foi um ano bastante conturbado. Para o Rifferama, no entanto, não tenho do que reclamar. Em setembro do ano passado, após três anos, retirei o blog do portal do Grupo RIC para seguir de forma independente. Pouco mais de um mês depois fui desligado da empresa. Intuição? Vai saber.

Foram 36 posts, com mais de sete mil visualizações desde então. Pouco, é verdade, mas para um espaço com um tema bastante segmentado, como a música autoral de Santa Catarina, acho relevante. Apesar do foco regional, São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Brasília estiveram entre as 20 cidades com mais visitantes. Por aqui, Florianópolis, São José, Joinville, Blumenau, Itajaí e Criciúma lideram o ranking, mas também temos Brusque, Chapecó, Rio do Sul, Lages, Tubarão… prova do alcance do Rifferama.

O reconhecimento dos leitores e músicos vale mais do que qualquer compartilhamento ou curtida. Ser um dos jurados do Prêmio da Música Catarinense e apresentar a categoria “Melhor banda”, vencida pela Ponto Nulo no Céu, valeu a pena todo o esforço. Também me envolvi com dois projetos muito importantes para o nosso mercado: Palco Célula e OClubeCast. Esse último também me trouxe uma grande amizade, o dantesco Pery Lemke. Gravamos 13 edições do podcast, a última lançada em 26 de dezembro, que fechou esse baita ano.

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *