sescjaragua-rifferama

SESC de Jaraguá do Sul promove Semana do Rock Catarinense

O Dia “Mundial” do Rock (13 de julho) será comemorado em Jaraguá do Sul com quatro shows gratuitos entre quarta-feira e sábado (10 a 13). E o melhor, todos gratuitos e com bandas autorais da cidade: Mordor Truckers, Frade Negro, Estado Deplorável e Aldiaz. A promoção é do SESC (Serviço Social do Comércio), que escolheu o anfiteatro da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer como palco para os eventos, sempre às 19h.

A Mordor Truckers é um trio de stoner rock criado em 2016 e hoje conta com Manuel Ceballos (voz e guitarra), Patrick Jordy (baixo) e Brendan Bazzi (bateria) na formação. No ano passado, a banda lançou o primeiro single, “Lord of the Desert”, que deve integrar o EP que está sendo preparado ainda para 2019.

Com 15 anos de estrada, a Frade Negro é um dos grupos mais tradicionais do heavy metal catarinense. Os dois discos da banda, “Black Souls In the Abyss” (2012) e “The Attack of the Damned” (2015), ambos com capas desenhadas pelo norte-americano Ed Repka, conhecido por trabalhos com Atheist, Death, Megadeth e muitos outros.

A Estado Deplorável é a representante do punk em Jaraguá do Sul. Com uma extensa lista de gravações (são três demos e outros três discos – de 2007 a 2016), o quarteto está em fase de produção do seu novo trabalho. As influências vão de Motörhead a Ramones, passando pelas brasileiras Ratos de Porão, Cólera e Garotos Podres.

O encerramento da Semana do Rock em Jaraguá do Sul fica a cargo da veterana aldiaz. Entre idas e vindas e longos hiatos, a banda, formada em 2003, “busca na melodia da guitarra, no diálogo entre o baixo e a bateria, e nas vozes; lamúria, riso, vísceras, pele ou unha, descobrindo uma poética única onde o simples não é o óbvio”. Os dois EPs do grupo foram lançados na última década.

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *