sonora-rifferama

Sonora Floripa reúne 36 compositoras no CIC

O Sonora – Festival internacional de Compositoras foi criado no Brasil, em 2016, e teve edições em 16 cidades pelo país afora e em outros cinco países: Argentina, Espanha, Irlanda, Portugal e Uruguai. Em Florianópolis, o evento começou nesta segunda-feira (4), no MIS (Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina). Nos dias 7 e 20 de setembro haverá duas mostras de palco, no Teatro Ademir Rosa.

Ao todo serão 36 compositoras participantes. Além do número expressivo, chama a atenção, também, a abrangência de estilos representados. Nesta quinta-feira sobem ao palco do CIC (Centro Integrado de Cultura) artistas como Denise de Castro, Marissol Mwaba, Meliza, Júlia Sicone e Bianka de Liz. O show do dia 20 terá apresentações de Cláudia Passos, Silvia Abelin, Renata Swoboda e muitas outras.

Nos últimos três dias foram realizados fóruns temáticos e gratuitos, no MIS. O Sonora 2017 abriu a sua programação com um bate-papo sobre mulheres negras na música, com artistas do Coletivo NEGA e show de Marissol Mwaba e Dandara Manoela (Cores de Aidê). A presença da mulher no cenário autoral de Santa Catarina também foi debatida nesta terça-feira (5), e o encerramento promoveu uma oficina de rima e improviso e batalha.

Os fóruns temáticos arrecadaram artigos femininos (roupas, sapatos, produtos de higiene e cosméticos) que serão doados para a Casa de Amparo às Mulheres Vítimas de Violência após o evento. Os ingressos para as mostras de palco estão sendo vendidos pelo site Blueticket, a R$ 22 (R$ 11 meia entrada).

Foto: Caroline Brasil

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *