invertedcolors-rifferama

Após dois EPs lançados, Inverted Colors divulga novo single

Apoie o Rifferama no Catarse


“Fading Nova”, primeiro single da Inverted Colors, de Jaraguá do Sul, lançado nesta terça-feira (17), trouxe algumas novidades para a banda. A gravação ao vivo, marca registrada do trio, permanece – o que mudou foi o local. Em vez do estúdio Aquagreen Records, em Blumenau, onde foram produzidos os EPs “Inverted Colors” (2016) e “Colorful Blank” (2018), a banda optou por fazer a captação em Joinville, no Toca 88.

Outra novidade para a Inverted Colors, formada em 2016 por Raphael Günther (guitarra), João Murara (baixo) e Francisco Tavares (bateria), é que “Fading Nova” é a primeira faixa que foi realmente trabalhada em conjunto, como explicou o guitarrista ao Rifferama. A música foi composta especialmente para a participação do grupo no Circuito SESC de Música, em 2018, mesmo ano em que a banda concorreu ao Prêmio da Música Catarinense na categoria “melhor álbum instrumental”.

— Tudo que tocamos ao vivo tínhamos gravado, a não ser essa, então cabe bem o fato de ela ser um single. Fechamos um show com o SESC e eles pediram uma hora de repertório. Chegamos no ensaio, eu já tinha o rascunho dela, alguns riffs, fizemos a música inteira em duas horas e tocamos ao vivo no dia seguinte. Na banda eu sempre trouxe os riffs e eles construíram em cima, nessa nós três botamos a mão quase que igualmente e temos bastante orgulho dela.

“Fading Nova”, segundo Günther, é inspirada pelo ciclo de vida de uma estrela, do seu surgimento até o fim de seu brilho. A música é uma boa amostra da sonoridade da banda, que carrega fortes influências de post/math rock: constantes trocas de levadas e riffs e muita viagem. A arte do single, a exemplo dos EPs, foi feita por Franco Giovanella/Rendi Estúdio.

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *