munoz-rifferama

Muñoz apresenta sonoridade ritualística no single “Vodum”

O quarto disco do Muñoz, que sai ainda neste ano, deve surpreender muita gente. O primeiro single, “Oru”, que saiu no começo de agosto, é a faixa do álbum que mais carrega a veia stoner do duo radicado em Florianópolis. Nesta sexta-feira (30), o Rifferama tem a honra de apresentar ao público a música “Vodum”, que escancara a nova proposta da banda dos irmãos Mauro (voz, guitarra e synths) e Samuel Fontoura (bateria).

Gravado em Piracicaba (SP) no estúdio LAB Sound, o disco, que ainda não teve o nome divulgado, foi produzido pelo mago Júlio H. Miotto, mixado e masterizado por Max Matta, e será lançado pela dobradinha Abraxas/Locomotiva Records. Segundo o vocalista Mauro Fontoura contou ao Rifferama, “Vodum” é a música que mais representa a estética do novo trabalho – é dançante, repetitiva, “meio ritualística”, com o mesmo riff durante toda a composição, como um mantra e traz influências do afrobeat.

— “Oru” é a que mais parece com a onda antiga da banda, aquela pegada mais ‘riffão’ do Muñoz dos outros discos. “Vodum” é a que mais sai dessa parada do rock, é uma das mais dançantes e é bem mantra, fica repetindo o mesmo riff a música inteira. Estamos numa fase diferente. Queremos fazer uma mistura desse ar primitivo, do ritual mesmo, com uma parada futurista. O álbum tem muita percussão e ao mesmo tempo tem synth, remete a umas coisas eletrônicas. Estamos querendo fazer essa dualidade.

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

Um comentário

  1. AHHH QUE FODAAAAAA!


    Voa Muñooozzz

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *