bradamundo-rifferama

Rifferama apresenta: Guia completo do Festival Bradamundo #1

Concorra a um passaporte para o Festival Bradamundo 2020


Neste Carnaval, em Santa Rosa do Sul, acontece um dos maiores festivais dos últimos anos: o Bradamundo. Com apoio dos gigantes Psicodália e DoSol (RN), o evento será realizado entre os dias 21 e 26 de fevereiro, e traz 45 shows, com grandes nomes da cena independente nacional e catarinense – metade da programação é composta por artistas e bandas do estado, além de diversos projetos de discotecagens de festas e festivais do sul do Brasil. A partir desta terça-feira (4), o Rifferama apresenta todas as atrações do Brada.

Os portões abrem às 12h de sexta-feira (21) e às 17h começa a discotecagem de boas-vindas com o Bailinho Lado C, de Blumenau, com os DJs Mari Florêncio, Rafael Barros e Gabriel Ugarte. Os shows serão realizados em dois palcos, Brada e Mundo, e as atrações confirmadas são as seguintes: Elton Jones (às 19h55, M), Vila Samaria (21h20, B), Barba Rala (22h45, M), Ponto Nulo no Céu (0h10, B), Bloco da Laje (1h35, M) e Los Desterros (3h, B). A discotecagem segue até o dia raiar, com a Clandestino, festa da Guerrilha Produtora, com o DJ Gustavo Monteiro.

De Araranguá, a Elton Jones abre os trabalhos nos palcos do Bradamundo. O duo, formado em 2016 por Luciano Guidi (voz e guitarra) e Davi Nagel (bateria), gravou o primeiro álbum, homônimo, dois anos depois. A banda faz um rock vigoroso, que remete a grupos como Royal Blood e Wolfmother. O single “Popular” integrou a coletânea Catarina Rockstar.

Seguindo no Sul do estado, a Vila Samaria se apresenta como uma banda de rock, mas o som groovado, com influências do movimento Tropicália, diferencia o quarteto na cena da região. Com um disco lançado, “A cor das coisas”, em 2018, a Vila Samaria participou da seletiva para tocar no João Rock no ano passado.

Atração anfitriã do festival, a Barba Rala mistura stoner, rock progressivo e psicodelia. A banda, que já dividiu o palco com o guitarrista Marcão Britto (ex-Charlie Brown Jr.), está preparando para este ano o lançamento do seu primeiro álbum. Em 2018, o grupo venceu o Festival de Música Autoral de Tubarão.

A Ponto Nulo no Céu é a maior banda de rock de Santa Catarina. Com um EP e dois álbuns lançados, o grupo, formado por Dijjy Rodriguez (voz), Felipe Taboada (guitarra), Fau (baixo) e Lucas Taboada (bateria), tocou no Rock In Rio 2019 a convite da Sony Music. Neste ano, o grupo retomou a produção de novas composições.

Sucesso de público, o Bloco da Laje (RS) é um coletivo teatral carnavalesco de Porto Alegre que desde 2011 promove cortejos e apresentações nas ruas e nos palcos pelo país. No ano passado, a trupe lançou o álbum “4 Estações”, que conta com participação da francisco, el hombre e patrocínio da Natura Musical.

A Los Desterros nasceu de uma apaixonada investigação sobre as tradições musicais da América Latina e Caribe pós-colonização em busca de um retrato sonoro onde vários gêneros de diferentes regiões se tocam. A banda faz um baile tropical, alegre, dançante e multicultural. Neste ano será lançado o primeiro álbum do grupo.

* B (Palco Brada) e M (Palco Mundo)

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *