dazacamerata-rifferama

DVD acústico do Dazaranha com a Camerata será lançado no P12

O Dazaranha apresentou nesta quarta-feira (20) para um grupo de convidados o DVD acústico gravado com a Camerata Florianópolis em setembro do ano passado, no Teatro Ademir Rosa (CIC). A sessão, realizada em uma sala de cinema do Beiramar Shopping, é parte da estratégia de divulgação do material, que segue neste sábado (23) com o show ao lado da orquestra no P12, com abertura de Cores de Aidê, Marley in Concert e Sonido Club.

O DVD concentra o seu repertório de 20 músicas na fase mais recente da banda. O último álbum, “Afinar as rezas” (2016), o primeiro com Chico Martins e Moriel Costa dividindo os vocais, é representado por quatro faixas: “Afinar as rezas”, “Chega mais cedo”, “Mais de calma” e “Espero”. Os clássicos não foram esquecidos e também existem algumas surpresas como “Vem menino”, que ganhou uma harmonia diferente da original, e “Brilha o sol”, que há tempos não era executada pelo Daza ao vivo.

Em contato com o Rifferama, o vocalista e guitarrista Chico Martins valorizou a importância do trabalho integrado das equipes no resultado final do DVD, que era a peça que faltava no catálogo do Dazaranha. A parceria com a Camerata Florianópolis também referenda esses 26 anos de estrada da banda. Segundo o músico, a surpresa foi geral quando o material ficou pronto, muito além do esperado por todos. Foram produzidas quatro mil cópias do show, que serão vendidas por R$ 50.

– A junção das equipes foi um grande acerto. A 30 Por Segundo, que captou os vídeos, tem uma experiência muito grande, e o Isaías (Rosa) nos apresentou uma mixagem fantástica, muito precisa. Sem contar a energia boa dessas pessoas. E a resposta do público foi inacreditável. Esse DVD é um dos produtos mais importantes da carreira do Daza, acho que acertamos a mão dentro da nossa grandeza, simplicidade e dos nossos limites. Ficamos bem surpresos com o resultado.

A relação do Dazaranha com a Camerata começou efetivamente em março de 2016, quando o maestro Jeferson Della Rocca convidou Chico Martins para participar do espetáculo “Canção”, que reuniu diversos compositores de Santa Catarina. A partir daí, a banda e a orquestra foram estreitando os laços e dividiram o palco em outros momentos, como no aniversário de Florianópolis em 2017. Para o guitarrista, as duas propostas casaram perfeitamente.

– Depois do aniversário de Florianópolis nasceu a ideia de gravar. (O DVD acústico) Era um projeto que sabíamos que tinha que fazer parte do nosso catálogo, vem para solidificar um pouco mais. Tocar com a Camerata traz credibilidade para a tua música. Fizemos arranjos mais enxutos para que a orquestra pudesse harmonizar da sua forma e transformar numa nova linguagem, mas mantendo a espinha dorsal e as coisas que caracterizam bem o Dazaranha. Rolou uma afinidade muito bacana e o respeito deles com a nossa obra foi muito bonito, engrandeceu realmente o Dazaranha.

Foto: Tóia Oliveira

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *