altovale-rifferama

Velvet Discos comemora cinco anos com festa e coletânea

A cena de Rio do Sul vive um momento especial. Para comprovar a profusão de bandas pela região, a Velvet Records lança neste sábado (7), no Gaia Tattoo, a coletânea “Alto Vale em Chamas, Volume I”, com 14 faixas. O evento, promovido pela Velvet Discos em comemoração aos cinco anos da loja, também marca a estreia do projeto Capivara Zumbi, que conta com dois membros da Homem Lixo. Além do trio, apresentam-se os grupos Test (SP), Tijolo Seis Furos (RS) e os irmãos do Da Caverna.

A compilação, que foi organizada pelo baixista Franck Vieira, proprietário da Velvet Discos, teve a arte assinada por Anderson Méts (Cápsula Lab), responsável por outros trabalhos de bandas da região. O músico convidou alguns grupos e também abriu inscrições no Facebook para o primeiro volume, que será lançado apenas em formato virtual. O objetivo da coletânea é documentar o que está acontecendo no cenário autoral da região.

– Muitas bandas gravaram sons inéditos para a coletânea, como Homem Lixo, Apicultores Clandestinos, Tosse Harmônica, Resonantes, THC Core… uma porrada. Pretendemos fazer uma por ano. O resultado surpreendeu pra caralho. Tinha banda que eu não conhecia, sons que nunca tinha ouvido e acho que uma vai complementar a outra nessa divulgação, que começa depois da festa. Talvez role um festival, quem sabe. Vamos ver no segundo semestre.

Além das já citadas, participam da coletânea, também, as bandas Costeletas, Fronte, Captain Cornelius, Insulto Aleatório, Interpolares, Balboas Punch, Tanger Tap, Rhasalon e a própria Capivara Zumbi, que faz o seu primeiro show neste sábado. O grupo, formado por Franck Vieira, Alex Cole (voz e guitarra) e Erik Correa (bateria), se juntou em dezembro de 2017 e lançou duas músicas até agora.

– A Capivara Zumbi é uma banda que nem existe ainda, na real. A gente só ensaia, mas já gravamos sete músicas. Queremos fazer um vídeo por música. Estreamos no sábado, mas temos convites para split, para tocar em festival, tocar em Florianópolis, mais por sermos conhecidos da galera, amigos de todo mundo. O pessoal está botando fé antes mesmo de conhecer. É uma banda que fizemos para tocar o ano inteiro em tudo o que é lugar. Vamos ver se vai dar certo. Estamos na expectativa.

Arte: Anderson Méts

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

Um comentário

  1. […] existentes. Tanto que a cidade já ganhou um álbum tributo entre quatro grupos e também uma coletânea para destacar as novidades da cena. E nessa onda vem a Shipmilk, trio que conta com Henrique […]

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *