2020-rifferama

Ouça todos os trabalhos lançados em 2020 em Santa Catarina

Apoie o Rifferama no Catarse


Um dos principais objetivos do Rifferama é catalogar a produção autoral de Santa Catarina. Até o momento foram lançados 141 trabalhos, entre álbuns, EPs e singles. A lista será atualizada constantemente e é colaborativa. Faltou algum nome? Envie o link nos comentários.

Arte: Mayer Soares


Álbuns (10) 

Antonio Colangelo (Guitarrista italiano radicado em Florianópolis, jazz) — “Tabaco y azúcar”

Bryan Behr (Brusque, folk) — “A vida é boa”

Flor da Pele (Joaçaba, rock) — “Angustifolia”

Hudson Passos (Joinville, eletrônico) — “Angular”

João Gabriel Rosa (Lages, instrumental) — “Guitarreando”

Poliana Peres (Turvo, MPB/rock) — “Epifania”

Quarteto Coração de Potro (Lages, música nativista) — “Festivais, Vol. II”

Saturno Alice (Lages, rock) — “Auro”

Semserteza (Florianópolis, MPB) — “Ser Semserteza”

The Headcutters (Itajaí, blues) — “Chicago Blues Extravaganza” 


EPs (25) 

André Maçaneiro (Florianópolis, folk) — “Distance”

Assini (Botuverá, pop) — “Genesis”

BAD NEWS BAD NEWS (Florianópolis, rock) — “What I Need Now”

BLANCAh (Florianópolis, eletrônico) — “Sobre saudade e desalinho”

Cigarkills (Florianópolis, rock) — “No One to Blame”

Confirm (Joinville, punk rock) — “Filhos de quem”

Daniel Arena (Florianópolis, rock) — “The Urania Sessions (Live)”

Encosto (Criciúma, hardcore) — “Encosto”

Helon Borba (Florianópolis, rock) — “O esqueleto que cansou”

Jade Baraldo (Brusque, pop) — “Perigo (Ao vivo no Youtube Music Night)”

John Filme (Chapecó, rock) — “Carnaval”

JUNE (Florianópolis, pop) — “One not One”

Miguel Rosa (Florianópolis, folk) — “Miguel Rosa ao vivo no teatro”

Não é mais inverno (Tubarão, rock) — “Céu”

Open Boa (Projeto do músico de Florianópolis radicado na Suíça Felipe Tonon, rock) — “925”

Outros Bárbaros (Florianópolis, rock) — “Distante Instante Presente”

Pedro Vulpe (Mafra, folk) — “Move”

Psilojam (Florianópolis, rock) — “Soul of a Man”

RFL (Florianópolis, rap) — “Aditivo”

Rhasalon (Criciúma, metal) — “Madness”

Rico Calegari (Tubarão, folk) — “Rico Calegari, Pt. 1 (Ao vivo)”

Ritsuka (Florianópolis, pop) — “Incendeia”

Slow Gang (Florianópolis, rap) — “Ocean”

Troia, Jxta e Young Daddy (Florianópolis, rap) — “Gudang Mixtape”

Valcanaia (Criciúma, rap) — “Nada além da alma”


Singles (106) 

Aori & DJ Tuna13 (Rio de Janeiro/Florianópolis, rap) — “Xx/Xx”

Azvisoes & Aksel (Florianópolis, rap) — “Zoi gordo”

Beli Remour (São José, rap) — “Insolúvel”

Beli Remour (São José, rap) — “O medo e a lição”

Bento Leão (Joinville, rock) — “O som dançante da manhã”

BLANCAh (Florianópolis, eletrônico) — “Walk In Clouds”

Bloco do Caos & Tay Galega (São Paulo/Blumenau, reggae) — “Esperando por ti (Acústico)”

Breno Branches (Compositor paraense radicado em Joinville, folk) — “Lava a alma”

Cachorro do Mato (Joinville, folk) — “Fronteiras”

Cachorro do Mato (Joinville, folk) — “Teus passos”

Casa Brava (Itajaí, reggae) — “Voltar pra praia”

Cebola Winds (Florianópolis, rock) — “Piranha capturadora”

ConectArteSC & Terence Martinelli (Florianópolis, blues) — “Todos juntos”

Daniel Arena (Florianópolis, rock) — “Nothing Wrong”

Decline Mosh (Itapema, metalcore) — “Daemon”

Diogo Rosa (Balneário Camboriú, pop) — “A família”

DJ Tuna13, Ca-zlu e Davi0la (Florianópolis, rap) — “Movimento das massas”

DKG, Komay MC e Vanuza Livramento (Florianópolis, rap) — “Guerra civil”

Elekfantz (Florianópolis, eletrônico) — “Elements: Part 2”

Eltin, FloripaMilGrau e Zion Lab (Florianópolis, rap) — “Floripa é o baile”

Eltin e Zion Lab (Florianópolis, rap) — “Fica tranquila”

Emerson Fortes (Laguna, rock) — “Um gov agora”

Fish Ventura (Florianópolis, reggae/rock) — “Samsara”

FVST, Gaman e Dailha (Florianópolis, rap) — “Faraó”

Gaman (Florianópolis, rap) — “Chrysler”

Gaman & Young Daddy (Florianópolis, rap) — “Só você”

George Koerich, Erin Ekeziel e Rodrigo Gnomo (Florianópolis, rock) — “Under the Rug”

Gritto (Florianópolis, rap) — “Sex$Ells”

Guilherme Simon (Tubarão, folk) — “Um filho”

Gus Duarte, Unidade 76 e Gloire Ilonde (Rio de Janeiro/Florianópolis) — “Da raiz”

iL Resto! (Balneário Camboriú, rock) — “Unshelved, Vol. 2”

Ilha (Florianópolis, reggae) — “Rolê pela Lagoa”

Indium & Zinho Bueno (Florianópolis, rap) — “100CNH”

Indium & Zinho Bueno (Florianópolis, rap) — “Drns”

Indium & Zinho Bueno (Florianópolis, rap) — “Jan Close Vam Dale”

Indium & Zinho Bueno (Florianópolis, rap) — “Melô da Macô”

Inverted Colors (Jaraguá do Sul, instrumental) — “Fading Nova”

John Mueller (Blumenau, MPB) — “Para-tempo”

Jona Poeta & Dandara Manoela (Florianópolis, MPB) — “Soltei”

José Cardoso (Lages, folk) — “Passado contínuo (Ao vivo)”

Julia Melo (Blumenau, pop) — “Touch”

Kunganii & Reis do Nada (Goiânia/Florianópolis, pop) — “Não vale nada”

LaB & Umteto (Florianópolis, rap) — “Ele”

Léo Vieira & Vitor Soltau (Blumenau/Itajaí) — “Morada de sonho”

Lhamas em Chamas (Criciúma, folk) — “Paraguaya”

Lou e May (Florianópolis, pop) — “Habitei meu coração”

Lou e May (Florianópolis, pop) — “Roda da vida”

Lou e May (Florianópolis, pop) — “Sol e mar”

Mahara & Young Daddy (Florianópolis, rap) — “É foda”

MC Versa (Florianópolis, rap) — “Eu”

Mittor (Florianópolis, rap) — “Me desculpa (Acústico)”

Murilo Ribeiro (Florianópolis, folk) — “Dindi (A Irene)”

Murilo Ribeiro (Florianópolis, folk) — “Pedro”

Mussa (Florianópolis, rap) — “Eu ouvi dizer”

N$W (Blumenau, rap) — “Brabo”

Nando Pessoa (Brusque, folk) — “Café espresso”

Nando Pessoa (Brusque, folk) — “Lua Morena”

Nego Joe (Itapema, reggae) — “Se tu me levar a sério”

Negro Rudhy (Florianópolis, rap) — “Perdido no fuso”

Neivol (Arroio do Silva, rap) — “C’mon Baby”

No One Spoke (Florianópolis, metal) — “Milonga para las Reinas”

Nós Naldeia (Florianópolis, reggae) — “Um novo dia”

NOVA d.C (Lages, rock) — “Apenas um dia”

Nova S4fra (Florianópolis, rap) — “Nakara”

Ogaia & Mbkilla (Florianópolis, rap) — “Ser feliz”

Onda Astral (Lages, reggae) — “Me leva”

Origem, Gazu, Pedro Angi, Pedro Schin e Magrão Lion (Imbituba, reggae) — “Cultive”

Original Jah Bruno, Igor Rolim e Joe W.K (Garopaba/Florianópolis, reggae) — “Buffalo Soldiers”

Original Jah Bruno (Garopaba, reggae) — “Você não sai da minha mente”

Orquidália (Florianópolis, rock) — “Maré”

Os Dodgers (Blumenau, rock) — “Medicina da erva”

Os Gambitos (Florianópolis, rock) — “A praça”

Otti MC (Itapoá, rap) — “Adeus Bob”

Paulinho Freitas & Teco Padaratz (Florianópolis, folk) — “Caminho”

Personas Non Gratas (Blumenau, rock) — “Na tua”

Pré-Histórica (Blumenau, rock) — “Revolta da Armada”

Primuz (Nova Veneza, rock) — “Direção”

Qback (Florianópolis, reggae) — “Marzão”

Qback (Florianópolis, reggae) — “Novo som da Ilha”

QuatroQuartos (Criciúma, rock) — “Nada vai mudar”

Rapha Sousas & Helon Borba (São Paulo/Florianópolis, folk) — “Sem medo”

Ray Ben Rue & Ricardo Schneider (Criciúma, eletrônico) — “Back Home”

Ray Ben Rue (Criciúma, eletrônico) — “Floripa”

Ray Ben Rue (Criciúma, eletrônico) — “Hi-fi”

Reis do Nada, Santo e O2 (Florianópolis, rap) — “Marte”

Renee Roots (Ilhota, reggae) — “Temos que viver”

RFL, Alisson Clemente e Zinho Beats (Florianópolis, rap) — “Música que sara”

Rohmanelli, MC Versa, Ju Sofer e Orquidália (Florianópolis, pop) — “Toneaí”

Sabatana (Tijucas, rock) — “Indecisão”

Shaman (Banda de São Paulo com o vocalista catarinense Alírio Netto) — “Brand New Me”

Sin Rejas (Florianópolis, hardcore) — “Terrorista”

slwfy (Criciúma/Porto [POR], eletrônico) — “Sleeping Science”

Snup, Orelhv e FAL (Florianópolis, rap) — “4Am”

Terence Martinelli (Florianópolis, MPB) — “I Only Send Bees to Those I Love!”

Thomson (Joinville, folk) — “Mesmo barco”

Thomson (Joinville, folk) — “Sorrir”

Umteto (Florianópolis, rap) — “Blockarules”

Uniclãs (Porto Belo, reggae/rock) — “Pássaros azuis”

Uniclãs (Porto Belo, reggae/rock) — “Vibe longa”

Vertix (Brusque, thrash metal) — “Vai dar merda”

Vicente Piacentini (Florianópolis, folk) — “Desconstrução”

Vicente Piacentini (Florianópolis, folk) — “Sereias do lar”

Vthor (Joinville, pop) — “Teu amor”

WARLLOCK (Florianópolis, rap) — “Tipo blunt”

Zinho Bueno & GGOSS (Florianópolis, rap) — “Abaixo do radar”

Zinho Bueno (Florianópolis, rap) — “Líquida”

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

Um comentário

  1. Voluttà (Joinville, rock) - O dia da caça
    https://open.spotify.com/album/7GAAw3zaBM8KmezRrXbtcE?highlight=spotify:track:1w590DcxUPk4ete8VumzTm

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *