somaa-rifferama

Ajude a viabilizar o lançamento do primeiro álbum do Somaa

Em apenas sete anos de estrada, o Somaa, de Joinville, lançou três EPs, um split com a Sylverdale e um DVD ao vivo. O trio formado por Rafael Zimath (guitarra e voz), Nedilo Xavier (baixo) e Tiago Pereira (bateria) trabalha na campanha de crowdfunding para finalizar o primeiro álbum, que foi gravado por Gabriel Zander em São Paulo, no Estúdio Costella. Até o momento, o grupo arrecadou 29% dos R$ 18 mil da meta. O prazo para apoiar se encerra em 7 de julho.

As recompensas são bem interessantes: tem novo single no e-mail e cartão postal, pôster, CD, cerveja e cachaça da Somaa, camiseta, caneca, box com todos os lançamentos da banda e até show exclusivo. É possível contribuir desde R$ 10 a R$ 1 mil. A campanha no Catarse tem recebido adesões importantes, como a do vocalista do Dead Fish, Rodrigo Lima, que gravou um vídeo recomendando o trabalho do grupo.

Zimath, Xavier e Pereira têm história no rock de Joinville, com passagens por bandas como Alva, Butt Spencer, Canela Brasil e Mosaico Adulto. O lançamento do disco, que ainda não tem nome, deve acontecer ainda em julho. No melhor momento criativo, o Somaa contou com diversas participações especiais no álbum, como Natana Alvarenga (Napkin), Guto Ginjo, Guima e Lucas Machado (Fevereiro da Silva) e Hessex Alone. Realizado com o resultado das gravações em São Paulo, Zimath espera que o novo trabalho impulsione a carreira da banda.

– Gravar no Costella com o Bil (Gabriel Zander) foi realizar um sonho antigo. Nos conhecemos há mais de 20 anos, somos amigos desde quando eu tocava no Butt Spencer e ele no Noção de Nada. Ele já gravou muita coisa que respeitamos e entendeu completamente quem somos e o que queríamos. É, de longe, o melhor trabalho que já fizemos: as melhores músicas com a melhor gravação. Estamos felizes e realizados. Tomara que o pessoal curta também.

Foto: Juliana Faria

Nasci em Blumenau, mas fui criado em Biguaçu, cidade em que vivi até os 28 anos: hoje moro em São José. Sou jornalista, me formei na Estácio de Sá e trabalhei no jornal Notícias do Dia, a minha casa entre 2009 e 2016, entre indas e vindas. Escrevia sobre esportes no impresso, mas sou apaixonado por música, a melhor invenção do homem.

DEIXE UM COMENTÁRIO.

Your email address will not be published. Required fields are marked *